Reformar a casa ou ir morar em um espaço novinho e bem decorado é o sonho da maioria das pessoas e nesse momento nem todos conseguem enxergar as inúmeras vantagens de contratar um arquiteto. Em todos os aspectos da vida, escolher um profissional capacitado e especializado para realizar uma atividade faz toda diferença no resultado final – e na sua obra não é diferente.

O arquiteto e urbanista é o profissional certo para transformar as necessidades e desejos em soluções possíveis, com custo adequado e materiais de qualidade e durabilidade. Sabendo disso, separamos algumas vantagens para você ficar confiante na hora de contratar um arquiteto. Confira:

  1. O arquiteto possui uma formação que o habilita a unir técnica, criatividade, funcionalidade e estética, deixando o seu imóvel mais adequado, agradável, sustentável e o melhor: dentro do seu orçamento;

 

  1. Além de construir ou reformar com garantia de segurança, uma obra feita sob a orientação de um arquiteto agrega muito mais valor ao imóvel;

 

  1. Contratando um profissional de arquitetura e urbanismo você evita gastar dinheiro de forma desnecessária, pois ele sempre conhece os melhores fornecedores e apresenta inúmeras opções;

 

  1. Esse profissional calcula a quantidade necessária de material, evitando que você gaste mais do que o necessário;

 

  1. Devido à sua ampla formação técnico-artística, o arquiteto é o profissional preparado para gerenciar todos os fornecedores da obra, do fabricante de ferragem pronta à loja de papel de parede, e prestar ajuda técnica e estética na compra dos materiais;

 

  1. Esse profissional também é o responsável por sugerir as melhores opções de aproveitamento de espaços, seja em casas menores, apartamentos, kitnets ou até mesmo em casas grandes, agregando valor em cada cantinho;

 

  1. Após reunir todas as ideias sugeridas pelo cliente, o arquiteto consegue concentrar todos os insights em um único projeto e propor um estilo único, que seja reflexo do que seu cliente tanto idealizou, atingindo todas as expectativas.

Existe uma ideia preestabelecida, um “achismo”, de que Arquitetos e Urbanistas só participam de grandes projetos, um serviço de luxo pois seu custo é muito alto. Ainda que existam os que se enquadrem nesses atributos, como tem em todas as profissões, a realidade é diferente. Olha só a lista de etapas e atividades nas quais o arquiteto pode auxiliar:

Início de tudo: Pode-se iniciar já na escolha do terreno para implantação do projeto, com parecer sobre localização, legislação edílicas e urbanas, aspectos ambientais e topográficos, entre outras, que possibilitem análise da viabilidade do projeto.

Estudo Preliminar: Estudo do problema para determinação da viabilidade de um programa a ser adotado.

Anteprojeto ou Projeto Pré-Executivo: Solução geral do problema por definição do partido adotado, da concepção estrutural e das instalações em geral, possibilitando a compreensão da obra a ser executada.

Projeto Legal: Desenhos e textos exigidos por leis e regulamentos de diversos órgãos públicos.

Projeto Executivo: Solução definitiva do Anteprojeto, representada em plantas, cortes, elevações, especificações e memoriais de todos os pormenores de que se constitui a obra a ser executada. Determinação da distribuição dos elementos do sistema estrutural e dos pontos de distribuição das redes hidráulicas, sanitárias, telefônicas, de ar condicionado, elevadores e informática.

Coordenação: Coordenação e orientação geral dos cálculos complementares ao projeto arquitetônico, tais como cálculo de estrutura, instalações hidráulicas, elétricas, sanitárias, telefônicas e de informática.

Execução da Obra ou Serviço: Etapa que aborda a coordenação, administração e execução, acompanhamento ou gerenciamento do serviço ou da obra.

Respaldo de um órgão regulamentador

Ninguém está livre do mal profissional, uma realidade presente em qualquer área de atuação. É aí que os Conselhos de Fiscalização Profissional entram. A função dos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo das Unidades Federativas é, pela lei 12.378/2010, “…orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício da profissão de arquitetura e urbanismo, zelar pela fiel observância dos princípios de ética e disciplina da classe em todo o território nacional, bem como pugnar pelo aperfeiçoamento do exercício da arquitetura e urbanismo”. Ou seja, é o CAU que zela pela segurança da sociedade, no que diz respeito ao exercício da arquitetura e urbanismo a fim de evitar a atuação de profissionais irregulares e leigos.

Onde encontrar?

Atualmente o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil tem à disposição o portal “Ache um Arquiteto”. Uma ferramenta para busca de profissionais e empresas da área, basta acessar o link www.acheumarquiteto.caubr.gov.br

Agora que você já sabe a importância que o arquiteto possui para o sucesso de sua obra e o que deve observar na hora de escolher um bom profissional, não deixe de contar com o apoio dele em sua próxima construção ou reforma.