Com o ano novo que se aproxima a lista de metas para 2022 não para de crescer. Que tal incluir nos seus na sua lista de propósitos alguma forma de preservar o meio ambiente e garantir que os recursos naturais estejam presentes para as próximas gerações?

As riquezas que utilizamos em todos os aspectos de nossas vidas, muitas vezes não são renováveis, ou seja, um dia acabarão. Isso significa que é importante preservar e economizar agora para que, no futuro, ainda existam. 

Engana-se quem pensa que só quem mora em casa com pátio pode praticar a sustentabilidade, a verdade é que todo local é o ideal quando o assunto é cuidar do planeta e por isso mostramos 6 dicas para ter um apartamento sustentável, explicando como isso afeta o meio ambiente e o que fazer para atingir esse objetivo. 

Optar por lâmpadas que consumam menos energia elétrica

A primeira dica para ter um apartamento sustentável é trocar todas as lâmpadas que consomem muita energia pelas lâmpadas de LED.

O alto consumo de energia é prejudicial para o meio ambiente, tendo em vista que sua produção custa caro, afeta a fauna e a flora, polui o ar, as águas e o solo.

Portanto, quanto menos energia você gastar, mais sustentável será o seu apartamento, considerando ainda que as energias renováveis são pouco utilizadas.

Utilize móveis reformados e reaproveitados

A utilização de madeira e outros materiais também é um motivo de preocupação para quem quer ter um apartamento sustentável. Infelizmente, não são todas as marcas que utilizam madeira de reflorestamento.

Uma boa dica para melhorar esse aspecto é utilizar móveis reformados e reaproveitados. Eles são comercializados justamente para utilizar menos recursos naturais e evitar o desperdício.

Você pode pensar na decoração do seu apartamento para utilizar esses móveis, adotando um estilo mais rústico e utilizando produtos de demolição, que, inclusive, estão na moda e podem mudar a cara da sua residência.

Pense nisso também antes de jogar algum móvel fora: com uma boa reforma, pintura e reaproveitamento de partes você cria outro item bonito e sem desperdícios, para utilizar no seu apartamento.

Prefira eletrodomésticos com classificação “A”

Os eletrodomésticos também devem ser um ponto de atenção: eles utilizam energia elétrica e, como já falamos, quanto mais economia nessa área, melhor é para o meio ambiente e para o seu bolso.

A primeira dica sobre eles é verificar o uso para que não causem desperdícios: não deixe o aparelho de ar condicionado ligado o dia todo, utilize timers para desligamento, apague as luzes quando não estiver utilizando o cômodo etc.

Além disso, prefira os eletrodomésticos que têm a classificação “A” em relação ao consumo de energia. Eles são testados e aprovados pelo INMETRO, garantindo que consomem menos energia elétrica.

Isso diminuirá a sua conta de luz no final do mês e será mais sustentável, afinal a geração de energia é uma atividade que polui o meio ambiente e consome muitos recursos naturais.

Compre produtos eco-friendly

Os produtos eco-friendly são aqueles que, desde a sua fabricação até a utilização, têm a finalidade de causar o mínimo de dano possível à natureza e aos recursos utilizados.

Em uma tradução livre, eles são os produtos amigáveis ao ambiente. Com a crescente preocupação com a natureza, várias empresas estão adotando esta técnica para ganhar consumidores e criar hábitos de consumo mais sustentáveis.

Portanto, hoje é muito mais fácil encontrar esses produtos do que antigamente. Eles têm um selo próprio que garante que passaram por alguns testes e por fiscalizações em relação à preservação ambiental.

Além disso, muitos são produzidos com materiais reciclados ou reaproveitados, o que reduz a utilização de recursos naturais não renováveis e garante a sustentabilidade.

Reduza a quantidade de lixo gerado

Os aterros sanitários — locais onde o lixo recolhido nas cidades é depositado — são altamente poluentes ao meio ambiente, além de trazerem consequências negativas para a localidade em que se encontram.

Segundo a revista Museu, o Brasil é o 4º país que mais produz lixo. São mais de 11 milhões de toneladas por ano. Menos de 2% desse total é destinado para reciclagem, o que faz com que mais de 7 milhões de toneladas cheguem aos aterros sanitários.

A economia global é profundamente afetada pela poluição de diversos materiais, principalmente o plástico, que não se deteriora em pouco tempo.

É possível reduzir a quantidade de lixo gerado utilizando materiais recicláveis, fazendo uso da coleta seletiva, separando os itens que podem ser reutilizados e não consumindo produtos dispensáveis.

Tudo isso ajudará a tornar o seu apartamento sustentável, aumentando a quantidade de lixo reciclado e diminuindo a produção de poluição ao meio ambiente pelos aterros sanitários.

Compre apenas o necessário

Essa é uma dica que vale tanto para o apartamento sustentável como para a economia do dia a dia, reduzindo o consumismo e as consequências negativas dessa prática.

É comum comprar diversos produtos por puro impulso, sem ter uma utilidade realmente necessária para eles, o que aumenta o acúmulo de objetos no apartamento e a produção de novas mercadorias, trazendo consequências para o meio ambiente.

Lembre-se que cada item comercializado passou por uma linha de produção que, mesmo quando feita de forma eco-friendly, ainda causa poluição e utilização de recursos naturais.

Assim, quanto mais consumimos, mais danos estamos causando à natureza e esgotando os recursos para as próximas gerações. Adotar uma postura menos consumista e mais minimalista ajuda nesse aspecto.

Seguindo essas dicas para tornar o seu apartamento sustentável você poderá garantir mais qualidade de vida para você e para as próximas gerações, preservando o meio ambiente, reduzindo a poluição e despesas desnecessárias.